muriloms/ setembro 13, 2018/ Personalidades/ 0 comments

Hadley Wickham

Um dos mais famosos Cientista de Dados e prodígio em programação, Hadley Wickham, como definido pela Priceonomics, é o homem que revolucionou o R.

Nascido em Hamilton, Nova Zelândia, Hadley tem bacharelado em Biologia Humana, bacharelado e mestrado em Estatística na Universidade de Auckland, Nova Zelândia, e doutorado na Universidade Estadual de Iowa, Estados Unidos, sob a orientação de Di Cook e Heike Hofmann. Atualmente, é Cientista Chefe do RStudio e Professor Adjunto de Estatística da Universidade de Auckland, Universidade de Stanford e Universidade de Rice.

Os pacotes para o R desenvolvidos por Hadley otimizam e simplificam os códigos, ajudando as pessoas a serem mais eficientes. Além disso, são utilizados por gigantes da tecnologia, como Google, Facebook e Twitter. Os pacotes desenvolvidos por ele são:

Hadley também é autor de diversos livros, entre eles:

Com a importante contribuição para a área, em 2006, foi premiado com o Prêmio John Chambers para Computação Estatística por seu trabalho desenvolvendo ferramentas para a remodelação e visualização de dados.

Usuário ativo das redes sociais, em resposta a um post na Quora, onde o usuário perguntou “Como Hadley Wickham é capaz de contribuir tanto com R, especialmente sob a forma de pacotes? ”, Hadley respondeu:

Escrevendo. Eu trabalhei muito duro para construir um sólido hábito de escrita – eu tento escrever por 60-90 minutos todas as manhãs. É a primeira coisa que faço depois de sair da cama. Eu acho que escrever é realmente útil para mim por alguns motivos. Em primeiro lugar, costumo usar a minha escrita como uma referência – não programo no C ++ todos os dias, então constantemente me refiro ao @Rcpp toda vez que faço. Escrever também me faz perceber as lacunas no meu conhecimento e minhas ferramentas, e preencher essas brechas tende a me tornar mais eficiente na resolução de novos problemas.

Leitura. Eu leio muito. Eu sigo cerca de 300 blogs e olho bastante nas tags R no Twitter. Eu não leio a maioria das coisas profundamente. Mas esta ampla exposição me ajuda a acompanhar mudanças na tecnologia, novas linguagens de programação interessantes e o que outras pessoas estão fazendo com os dados. Também é útil que, se você estiver abordando um novo problema, você pode reconhecer o nome básico – então Google, sugerirá possíveis soluções. Se você não conhece o nome de um problema, é muito difícil pesquisá-lo.

Chunking. A mudança de contexto é cara, então, se eu trabalhava em vários pacotes ao mesmo tempo, nunca obteria nada. Em vez disso, em qualquer momento, a maioria dos meus pacotes está ficando em repouso, acumulando problemas e ideias para o novo recurso. Uma vez que uma massa crítica tenha acumulado, vou passar alguns dias no pacote.

Finalmente, é difícil enfatizar demais o impacto que o trabalho em tempo integral em R faz. Desde que eu deixei o Rice, agora gasto mais de 90% do tempo de trabalho pensando e programando em R. Isso tem um efeito de composição porque, ao construir melhores ferramentas (cognitivas e computacionais), torna-se ainda mais fácil construir novas ferramentas. Posso criar um novo pacote em segundos, e tenho muitas técnicas em mão (no cérebro) para resolver novos problemas. ”

Para conhecer mais e acompanhar seus trabalhos, Hadley possui site pessoal e é bastante ativo nas redes sociais, principalmente no GitHub.

 

 




Murilo

Mestrando em Modelagem de Sistemas Complexos. Agrônomo e Mestre em Economia Aplicada. Entusiasta de Data Science e Inteligência Artificial.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*